segunda-feira, 25 de março de 2013

Remédio tradicional contra o diabetes, a metformina agora é usada para emagrecer






  Remédio tradicional contra o diabetes,
a metformina agora é usada para emagrecer 



Anna Paula Buchalla

EXCLUSIVO ON-LINE
Em Profundidade: Dietas e Obesidade
Há uma novidade no arsenal químico contra a obesidade: a metformina, um remédio usado há mais de trinta anos no tratamento do diabetes tipo 2. Vendido sob nomes comerciais como Glifage, Dimefor e Glucoformin, o medicamento promove tanto a perda de peso quanto a redução da gordura visceral – aquela que se concentra ao redor do abdômen e que, como mostram pesquisas médicas, faz um mal danado à saúde ao multiplicar os riscos cardíacos. "É temerário prescrever a metformina apenas como remédio para emagrecer, porque ela não é recomendada para esse fim", afirma o endocrinologista Walmir Coutinho, vice-presidente da Federação Latino-Americana de Sociedades de Obesidade. Ainda que seus efeitos colaterais não sejam severos (diarréia é o mais freqüente), falta atestar sua segurança em pacientes que não têm diabetes.
A adoção da metformina nos programas de emagrecimento é reflexo das últimas pesquisas sobre os laços (bastante estreitos) entre diabetes e obesidade. "Descobriu-se que o hormônio insulina é um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento da obesidade", diz o endocrinologista Alfredo Halpern, da Universidade de São Paulo (USP). A insulina é responsável por retirar o açúcar da circulação sanguínea e jogá-lo para dentro das células, onde é transformado em energia. Nos portadores de diabetes tipo 2, porém, as células não respondem à ação do hormônio, o que exige que o pâncreas produza grandes quantidades dele. A obesidade surge como subproduto desse processo, já que, em demasia, a insulina faz com que o organismo produza mais gordura. A metformina age aumentando a sensibilidade das células a esse hormônio. Ou seja, evita seu acúmulo no sangue.
A perda de peso proporcionada pela metformina varia de 5% a 7% do peso inicial, e a redução da circunferência abdominal pode chegar a 3 centímetros (veja quadro abaixo). A metformina só funciona, contudo, quando acompanhada de uma dieta pobre em alimentos de alto índice glicêmico, como os carboidratos. Isso porque, depois de ingeridos, esses alimentos são rapidamente transformados em glicose – e, em resposta ao aumento da presença desse açúcar, o organismo produz mais insulina, o que pode neutralizar o efeito do remédio. "É preciso também praticar exercícios físicos, para que os músculos queimem o açúcar circulante no organismo", diz o endocrinologista Geraldo Medeiros, também da USP. Ou seja, a metformina, por si só, não faz milagres. Nada faz, aliás. Corra para a academia, querida. 

Feliz Aniversário, Porto Alegre!!!

No mês de março, dia 26  é comemorado e aniversário de PORTO ALEGRE e para homenagear eu só posso dizer que PORTO ALEGRE É DEMAIS!!!



Parabéns!!!!

domingo, 24 de março de 2013

EMAGREÇA E MELHORE SUA SAÚDE

                                                                          

 


O LIMÃO É EFICAZ NO COMBATE AO EXCESSO DE PESO. Conheça as propriedades medicinais do limão segundo pesquisas feitas em livros e artigos escritos por médicos e estudiosos das diferentes medicinas. O homem moderno com sua vida estressante e sedentária está extremamente intoxicado e padece com as doenças do século. Para impedir a doença é necessário tornar o sangue alcalino, transformando os resíduos do metabolismo para serem expelidos mais facilmente






.  
Ao contrário do que pensam as pessoas o limão em seu estado natural tem como principio 
ativo o ácido cítrico, porém, quando entra em contato com o meio celular no interior do nosso corpo comporta-se como um neutralizante da acidez interna. O limão provoca o acerto do PH do sangue deixando-o levemente alcalino beneficiando órgãos e sistemas, uma vez que a acidez do sangue destrói as células.
Por potencializar a capacidade metabólica dos órgãos excretores promove limpeza e desintoxicação de todo o corpo. É bactericida, fungicida e antibiótico. Pela desintoxicação do corpo via pele, reduz celulite e varizes ativando a circulação.
Mais algumas vantagens deste fruto maravilhoso: Combate o ácido úrico, aumenta a absorção de cálcio, magnésio e vitamina D, regula períodos menstruais, melhora o sistema imunológico, evita e pode combater o câncer. Cientistas especializados em psiconeuroimunologia sabem que estados psicológicos negativos atacam o sistema imunológico através de toxinas as quais o limão sabe como eliminar.

Adequadamente usado pode cicatrizar úlceras do estomago; é um controlador de diarréias e má digestão. Desintoxica o fígado e a vesícula. Trata e previne problemas no sistema cardiovascular porque é potente na desobstrução de vasos sangüíneos. Estimula rins e bexiga.
Finalmente o limão é muito eficaz no tratamento da perda de excesso de gordura corporal. As propriedades de tonificar o fígado e desintoxicar o sangue vão harmonizando o metabolismo de queima dos excessos de gordura corporal. Tem ação também sobre o controle da compulsão alimentar. É recomendado pela autora tomar meio limão em um copo de água pela manhã, em jejum, e 15 minutos antes das refeições para auxiliar nos regimes de emagrecimento. Enfim, uma alimentação diária sadia incluindo o limão já é um regime ideal e previne doenças pelo fortalecimento das defesas naturais do organismo. É cientificamente provado que o limão é um alimento perfeito que consegue penetrar e curar todo o ser.

sexta-feira, 22 de março de 2013



                                                                             

Chega um momento
em que somos aves na noite,
pura plumagem, dormindo de pé,
com a cabeça encolhida.
O que tanto zelamos
na fileira dos dias,
o que tanto brigamos
para guardar, de repente
não presta mais: jornais, retratos,
poemas, posteridade.
Minha bagagem
é a roupa do corpo.

Fabrício Carpinejar